enxaqueca

Entenda o que é a enxaqueca

Entenda o que é a enxaqueca

A enxaqueca é uma fortíssima dor de cabeça, caracterizada, por dores laterais (pode ocorrer dor mais forte em apenas um lado), dores latejantes, e sensação de pulsar. As dores são de moderadas e fortes. Em algumas situações o incômodo se agrava, como por exemplo, quando há exposição à luz forte, exposição à claridade, exercícios físicos pesados, e muito barulho. Estes exemplos podem piorar a enxaqueca, como também causar vômito e náuseas.

A enxaqueca é denominada de cefaleia primária e está relacionada com uma disfunção cerebral e com a alteração do fluxo sanguíneo do cérebro. Apesar dessa relação estabelecida, a origem da enxaqueca ainda é um pouco desconhecida, pois não se sabe ao certo por que ocorrem essas alterações. Muitos confundem a enxaqueca com dor de cabeça, sendo que uma é diferente da outra, tendo sintomas, causas e tratamentos diferentes.

Diferença entre dor de cabeça e enxaqueca

Dor de cabeça

A dor de cabeça é uma dor caracterizada também como moderada a aguda, mas os sintomas são diferentes:  a dor ocorre em toda a região e há sensação de peso, como se a cabeça estivesse sobrecarregada. Esse desconforto pode ter origem em várias situações como estresse, fome, tensões, falta de sono, irritabilidade, má digestão, problemas nos olhos, e até doenças como meningite. É importante descobrir a origem da sua dor de cabeça. Normalmente é tratada com analgésicos e outros tipos de remédios, de acordo com a causa da dor de cabeça.

A dor de cabeça comum não apresenta sintomas como náuseas e vômitos ou sensibilidade à luz e ao barulho; esses são indícios comuns da enxaqueca.

Enxaqueca

Como já dito acima, a enxaqueca se caracteriza por dor intensa pulsante em um ou nos dois lados da cabeça.
A dor de cabeça pode ser sanada apenas tomando um analgésico, mas a enxaqueca não corresponde a esse tratamento. Se não tratada, o paciente pode permanecer com a dor por muitos dias, sem interrupção: ela se apresenta em períodos de crise ou de maneira crônica. A diferença entre a enxaqueca crônica e a enxaqueca episódica é: o desconforto crônico, faz com que o paciente apresente períodos de enxaqueca três vezes no mês e a episódica ocorre esporadicamente.

Tratamentos para enxaqueca

A enxaqueca não possui cura; por mais esporádica que ela seja não tem como curar, mas sim aplicar tratamentos para diminuir a dor e controlar as crises.

O tratamento mais comum é através de remédios farmacêuticos, pois eles podem controlar a crise. Faça uso da medicação no instante em que você perceber que a dor da enxaqueca está chegando, pois previne que o incômodo se intensifique. Outro tipo de remédio usado é chamado de profilático, para os pacientes que apresentam a enxaqueca por mais de duas vezes ao mês.

Além do uso de remédios para conter a crise e a dor, o paciente que possui tanto a dor de cabeça quanto a enxaqueca é necessário adotar hábitos saudáveis, a fim de evitar as crises ou ao menos diminuí-las. Dormir no mínimo 8 horas por dia, ingerir alimentos saudáveis, evitar o estresse e a prática de exercícios físicos de alta intensidade, são medidas importantes para o controle da enxaqueca.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como clínica geral em São Paulo!

Posted by in Todos