refluxo

Refluxo: sintomas e tratamentos

Um estudo realizado pela Federação Brasileira de Gastroenterologia (FBG), em 2018, mostrou que 51% dos brasileiros sofrem de refluxo, semanalmente. Isso revela que o problema é mais comum do que se pode imaginar, uma vez que afeta, praticamente, uma a cada duas pessoas, no Brasil.

A azia e a queimação, características da doença, foram citadas pelos entrevistados como os sintomas mais recorrentes.

Neste artigo, você vai entender o que é a doença, por que há a ocorrência desses sintomas e quais os tratamentos mais indicados.

Resposta do organismo

A doença do refluxo gastroesofágico (DRGE) é um problema caracterizado pelo retorno involuntário e recorrente para o esôfago do suco gástrico e outros elementos do estômago. Pode afetar desde bebês até idosos.

No processo normal, o alimento mastigado na boca segue seu caminho pela faringe e pelo esôfago até chegar ao estômago. Entre os dois últimos, existe uma válvula denominada esfíncter esofágico inferior, que se abre no momento em que qualquer coisa ingerida chega ao estômago e se fecha imediatamente, a fim de impedir que o suco gástrico faça o caminho “errado”, uma vez que o esôfago não tem uma mucosa preparada para suportar essa substância tão ácida.

O refluxo acontece quando o esfíncter esofágico inferior apresenta algum problema no funcionamento, como relaxamento causado por alimentos, e não consegue impedir que o conteúdo do estômago volte para o esôfago.

Causas e fatores de risco

Em muitos casos, o refluxo é uma reação fisiológica do organismo, causada por alimentos que provocam essa disfunção, como bebidas à base de cafeína, chocolate, comida gordurosa, molho de tomate, entre outros.

Existem situações em que a área entre o esôfago e o estômago pode apresentar algum problema estrutural, como disfunção das estruturas musculares ou hérnia de hiato, uma protrusão de parte do estômago para a região do tórax, através da cavidade torácica no diafragma.

Há alguns fatores de risco que causam o problema, como fazer refeições abundantes frequentemente, praticar exercícios físicos ou deitar-se logo após comer e outras atividades que comprometem o funcionamento do esfíncter.

Sintomas e tratamentos do refluxo

Os principais sintomas do refluxo são a azia (a sensação de queimação que se origina na boca do estômago e sobe pelo esôfago), incômodo ou dor na região superior do abdômen, tosse seca, indigestão e eructação (o popular arroto). Em alguns casos, a ação do suco gástrico no esôfago pode atingir a garganta a ponto de causar rouquidão e até mesmo faringite.

Existem várias formas de tratar a doença. Em casos menos agressivos, a simples mudança de hábitos, como evitar alimentos que causam o problema, comer pouco e não fumar, surte efeito positivo em alguns dias. O médico também pode receitar medicamentos, como inibidores de produção de ácidos ou antiácidos para amenizar os efeitos corrosivos. Em pessoas que apresentam hérnia de hiato, a cirurgia é alternativa bastante indicada.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como clínica geral em São Paulo.

Comentários