Diabetes

Diabetes: sintomas, causas e tratamento

Cerca de 9% dos brasileiros são portadores de algum tipo de diabetes. São cerca de 20 milhões de pessoas diabéticas no país.

O que é o diabetes?

Diabetes é uma doença metabólica que pode apresentar múltiplas origens. Ela decorre da ausência de insulina ou da incapacidade dessa substância de cumprir suas funções, o que aumenta a quantidade de glicose no sangue, causando a resistência à insulina.

Ocorrendo essa deficiência, o corpo não absorve os açúcares nas células e, consequentemente, não utiliza a glicose como fonte de energia. Faltando o hormônio insulina, os açúcares se acumulam, ocasionando o diabetes no paciente.

Há quatro principais variações de diabetes: o tipo 1, tipo 2, pré-diabetes e diabetes gestacional, além de outros tipos da doença menos comuns, causados por especificidades genéticas ou ambientais.

Diabetes Tipo 1

O Diabetes tipo 1 é menos comum. Ocorre entre 5% e 10% de todas as pessoas que apresentam a síndrome. Defeitos no sistema imunológico fazem os anticorpos do organismo atacar as células que produzem insulina, causando a doença. É um tipo congênito, atrelado às características genéticas do indivíduo.

Diabetes Tipo 2

O Diabetes tipo 2 é o mais frequente. Atinge cerca de 90% dos indivíduos diabéticos. A diminuição da produção de insulina é combinada com a incapacidade do hormônio de reduzir a glicose (resistência à insulina). É um tipo que pode se intensificar com o passar do tempo e o envelhecimento do indivíduo.

Pré-diabetes

Essa é uma condição indicativa de que o indivíduo tem potencial para desenvolver diabetes tipo 2 (o tipo 1 não pode ser adquirido, pois é uma doença congênita), mas que ainda não pode ser considerado um indivíduo doente.

Como é uma pessoa incapacitada de produzir insulina, o aparecimento de diabetes é uma questão de tempo, por isso, requer cuidados especiais.

Diabetes gestacional

Durante a gestação, algumas mulheres podem apresentar resistência à insulina, gerando um tipo de diabetes típico da gravidez. O aumento do nível de glicose pode ser percebido durante os exames feitos durante a gestação. A resistência à insulina pode ou não passar após o parto.

Sintomas e tratamento do diabetes

Quando não é congênito, o diabetes, normalmente, é causado pela combinação de tendências genéticas com maus hábitos alimentares, sedentarismo, obesidade e consumo de álcool e tabaco.

Os principais sintomas sentidos são fome e sede excessivas, infecções frequentes no corpo, feridas de lenta cicatrização, visão embaçada e formigamento. Fraqueza, fadiga e emagrecimento também podem acontecer.

O tratamento para diabetes tipo 1 é a aplicação regular de insulinas, que também pode ser associada ao uso de medicamentos orais. O diabetes tipo 2 é tratado com medicamentos orais como primeira escolha e, posteriormente, também podem ser associadas insulinas, além de mudanças na dieta e nos hábitos cotidianos.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como clínica geral em São Paulo.

Comentários